energia-eolica.JPG energia.jpg
Sustentabilidade na Terra e Energia é o mote para usar ferramentas web 2.0 com os alunos


Nesta wiki pretende-se partilhar ferramentas web 2.0 que sejam úteis, em contexto pedagógico, para desenvolver actividades disciplinares e interdisciplinares com alunos. Desafia-se cada formando a introduzir um exemplo de uma ferramenta, à sua escolha, nesta wiki.

A utilização das novas tecnologias deve ser incorporado no processo de ensino-aprendizagem uma vez que, cada vez mais, aumenta a necessidade do seu uso em variadas áreas de actividade profissional e social. Sendo a escola um centro de competências urge uma maior aplicação das TIC nas nossas salas de aula e também fora do seu espaço físico.

Isto porque só assim o professor pode aproximar-se decisivamente de uma realidade dos nossos dias: um mundo "fora da Escola" em que a televisão, os jogos e os computadores fazem parte da vida dos nossos alunos e, muitas vezes, na Escola, com os professores, ... nem por isso.





Enquadramento da Acção


Esta acção de formação pretende dotar os professores de práticas capazes de proporcionar o desenvolvimento de actividades de construção de conhecimento colectivo, com os alunos, assentes em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Pretende-se que os professores consigam potenciar o uso das TIC na discussão de temas didácticos tão importantes, na sociedade actual, como sejam a utilização de energias alternativas, a poupança energética ou as alterações ambientais provocadas pelo uso dos combustíveis fósseis.

Com o desenvolvimento da recentes plataformas tipo Learning Management System (LMS)/blogs/wikis e a capacidade de construir recursos on line, em regime de partilha, abriram-se novas portas para o desenvolvimento de trabalho colaborativo inter e transdisciplinar por parte de toda a comunidade educativa.

Mudanças de práticas e procedimentos a atingir no final da acção de formação


  • Desenvolver capacidades para realização de actividades/projectos, com base em TIC web 2.0, relacionados com a sustentabilidade do nosso planeta.
  • Contribuir para a Educação Ambiental da sociedade portuguesa.
  • Promover a implementação do trabalho de projecto em Ciências e Geografia.
  • Construir recursos didácticos TIC em contexto de didáctica disciplinar.
  • Explorar os materiais e recursos TIC em contexto de didáctica disciplinar.
  • Propiciar o desenvolvimento de competências TIC.
  • Reflectir sobre a inovação dos contextos de aprendizagem.

Metodologia de realização da acção


Fase I – Organização e planeamento da acção
Sessões Presencias Conjuntas (3 h)
§ Avaliação diagnóstica de competências e práticas;
§ Avaliação de necessidades e interesses;
§ Debate dos objectivos da acção;
§ Apresentação de experiências/recursos educativos da utilização das TIC como instrumento didáctico
§ Organização do trabalho a desenvolver no âmbito das Sessões Presencias Conjuntas (SPC) e Trabalho Autónomo (TA);
§ Documentação e materiais de apoio.

Fase II – Conceitos e práticas

Sessões Presenciais Conjuntas (3 h)
§ Reflexão e debate sobre metodologias para a elaboração de recursos educativos.
§ Identificação de temáticas para uma abordagem interdisciplinar.
§ Pesquisa de recursos web/software em regime de opensource.
§ Didáctica e Plataformas LMS (Edu 2.0)/ Blogs (Blogger, Wordpress, edublogs,...)/Wikis (Wikispaces)
§ Planificação do projecto/recursos a desenvolver.


Fase III – Consecução do projecto/portfólio de recursos
Sessões Presencias Conjuntas (15 h)
§ Construção de recursos didácticos TIC para uso em trabalho disciplinar.
§ Consecução do projecto idealizado assente em TIC.

Trabalho Autónomo (22h)

§ Pesquisa bibliográfica
§ Pesquisa on line sobre recursos didácticos TIC
§ Construção de recursos didácticos TIC para uso em trabalho disciplinar.
§ Consecução do projecto idealizado assente em TIC.
§ Implementação das actividades com alunos planeadas na fase anterior.

Fase IV – Partilha de experiências e materiais. Avaliação dos formandos e da acção
Sessões Presencias Conjuntas (4 h)
§ Apresentação e debate de experiências e materiais;
§ Avaliação da acção.
§ Avaliação dos formandos

Trabalho Autónomo (3 h)
§ Elaboração do relatório dos formandos relativos à acção e às actividades realizadas em contexto.


Critérios de avaliação


Tópicos para relatório


Ficha de auto-avaliação